Nossa Senhora que derruba os muros:um ícone da resistência cristã.

nossa-senhora-que-derruba-os-muros

Os graffiti no muro de separação entre os territórios israelense e palestino, cheios de mensagens políticas e sociais, sempre foram uma forma de protesto contra as medidas arbitrárias do Estado de Israel. No muro de concreto de oito metros de altura, no bairro do mosteiro do Emanuel em Belém, foi pintado em 2010, com inspiração de fiéis locais e estrangeiros, um ícone todo especial: o de “Nossa Senhora que derruba os muros“.

A clara mensagem de esperança também destaca, em paralelo, a atual dificuldade dos membros daquela comunidade para amarem uns aos outros. O iconógrafo Ian Knowles, autor da obra, conta que se inspirou num discurso do Papa Bento XVI durante uma Assembleia Especial para o Oriente Médio, no mesmo ano de 2010. O Santo Padre citou o capítulo doze do Apocalipse, que fala de uma mulher vestida do sol, prestes a dar à luz entre gritos de dor. Ian Knowles interpretou o capítulo como uma profecia do sofrimento dos cristãos no Oriente Médio: “Imaginei a figura de Maria, grávida, vestida de sol, perseguida por uma besta que quer devorar o seu filhinho“. Antes da visita do Papa Francisco à Terra Santa, no muro que precede o ícone, foi grafitada uma longa serpente que devorava crianças: uma evocação verdadeiramente profética, perto da imagem de Nossa Senhora.

No ícone de Maria”, continua Ian Knowles, “podemos ver a mão da Virgem tocando a própria cabeça, como se sentisse uma grande dor. O sofrimento dos cristãos é acolhido pelo coração materno de Maria. A sua relação com os cristãos daqui é a relação de uma mãe que sofre. Outro elemento importante da imagem: o braço e o manto são mantidos abertos, como lugar de refúgio e segurança”.

Oração a Nossa Senhora que derruba os muros

Santa Mãe de Deus,
nós te invocamos como Mãe da Igreja,
Mãe de todos os cristãos que sofrem.

Nós te pedimos, pela tua ardente intercessão,
que derrubes este muro,
os muros dos nossos corações
e todos os muros que geram ódio, violência, medo e indiferença,
entre os homens e entre os povos.

Tu, cujo “faça-se” esmagou a antiga serpente,
junta-nos e nos mantém unidos sob o teu manto virginal!
Protege-nos de todo o mal
e abre para sempre, em nossas vidas, a porta da esperança.

Gera em nós e no mundo todo
a civilização do Amor, que surgiu da Cruz e da Ressurreição do teu Filho Divino,
Jesus Cristo, nosso Salvador,
que vive e reina para sempre.

Amém.

Aleteia Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s