5º Domingo do Tempo Comum, A

Informações básicas
– Espiritualidade laical.
– Oração – família, como confiamos na graça que o Senhor guarde.
– Leituras: Is 58, 7-10; Sl 111; 1 Cor 2, 1-5; Mt 5, 13-16.

“Que brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e louvem o vosso Pai que está nos céus”.

Logo após o Sermão da Montanha, s. Mateus insere um ensinamento de Jesus, o qual atribui aos seus discípulos a qualidade de serem “sal da terra e luz do mundo” (vv. 13-14). Já há alguns domingos temos tratado do tema da luz. Porém, hoje Jesus (a Luz verdadeira) envolve também seus discípulos neste compromisso de ser luz. Todos aqueles que se aproximaram de Jesus, os que ouviram suas Palavras foram investidos de uma responsabilidade, um compromisso: se tornar luz para os outros. Trata-se da mesma temática da primeira leitura e também do salmo hodierno.

salluzContudo, antes de usar o símbolo da luz, Jesus menciona o sal: símbolo do sabor, do gosto. A comida sem sal é insossa… Mas o que é para nós alguém “sem sal”? Você poderia me responder: “se refere a alguém ‘sem graça!’” Pois bem, usando do termo, não me refiro a alguém sem carisma, ou de ânimo apagado, mas de pessoas que vivem fora da Graça de Deus.

Vós sois o sal da terra  capaz de transmitir o gosto pela vida, de dar sabor à realidade terrena e problemática em que vivemos, sem transformar o mundo numa “salmoura”. Como tempero, o sal só faz bem, quando usado em quantidade em sua justa medida:

  • Quando pouco, deixa o prato insosso;
  • Quando muito, estraga o alimento, tornando-o impróprio para o consumo. Mas usado na “justa medida” é ótimo para realçar o sabor da comida.

Mas nunca deve sobressair-se em um prato. Isto é, quando usado, é sempre imperceptível (invisível). Assim deve ser o cristão leigo, inserido na realidade secular: deve dar gosto ao mundo, sem aparecer demais!

Na época de nossos antepassados, o único modo de se conservar a carne ou o peixe era salgando, fazendo a salmoura. Trazendo para o nosso contexto, nossa missão neste mundo é conservar em nós a esperança de salvação oferecida por Jesus. Ele é a própria Salvação, a Luz! Somos as lâmpadas que irradiam a luz de Cristo. Pois fomos iluminados e por isso, podemos transmitir a luz a quem está na escuridão, quem se auto excluiu da salvação e perdeu-se no caminho. Fazemos isso, através dos exemplos de nossas vidas. Nisto consiste a frase do Pobrezinho de Assis: Tomes cuidado com a tua vida, talvez ela seja o único evangelho que muitas pessoas lerão.

Na primeira leitura de hoje, o profeta Isaías nos fala da correta interpretação do jejum. Não se trata de fazer alguma abstinência ou privação. Se o jejum é penitência, precisa necessariamente me conduzir à caridade, a abertura àquele que sofre! É ser luz na vida do outro: para faminto, para o sem-teto e para o nú. Assim, o salmo de hoje encontrará plena eficácia em nós: “Uma luz brilha nas trevas para o justo, permanece para sempre o bem que fez” (Sl 111). Nossa Justiça vem de Cristo, assim, somos chamados a ser luz! Como foi s. Paulo junto à comunidade de Corinto (segunda leitura). Ele mesmo diz que não pregou com palavras difíceis, “a não ser Jesus Cristo, e este, crucificado”. Por isso, foi um homem luminoso (e iluminado por Cristo), apesar de ser frágil e amedrontado, como ele mesmo diz. E com a sua simplicidade de vida a Comunidade foi iluminada. Muitas vezes não conseguimos ser luz nem mesmo em nossa casa, junto a nossa família. Devido a nossa falta de exemplo, de paciência e de perseverança. Concluo com uma frase de um outro grande santo da Igreja, santo Antônio de Pádua:  “Cessem, portanto, os discursos e falem as obras. Estamos saturados de palavras, mas vazios de obras”.

 

Anúncios

Um comentário em “5º Domingo do Tempo Comum, A

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s