Por quê voltar a “blogar” nos dias de hoje?

Muitas pessoas, ao se depararem com este blogue na internet, podem se perguntar: o quê ouve com o autor? Será que ele desistiu de blogar? Esse neologismo “blogar”, que de uma década para cá se tornou tão conhecido e pronunciado expressa muito mais do que sua definição no dicionário: Fazer publicação em blogue. Mais do que simplesmente escrever qualquer baboseira, é importante que nossas palavras expressem nossas convicções pessoais, isto é, o que trazemos dentro de nós mesmos. Em uma sociedade que reina os recursos audio-visuais (you-tube, spotify, etc), onde quase a metade dos nossos jovens e adultos não possui o hábito da leitura, se torna cada vez mais difícil encontrar motivos para se continuar a escrever. Muitos de nós, blogueiros, começamos a blogar por um dos dois motivos óbvios: por amor ou por fama e dinheiro. Eu, como muitos, escolhi a VIA AMORIS – a primeira opção.

blog2

Mas, no desenrolar da vida, vão nos aparecendo coisas urgentes que “roubam” de certo modo nossa disponibilidade para blogar. Tais como: rotina de trabalho, atenção à familia, etc. Em tudo isso, jamais vi meu blogue que mantenho há 10 anos (apenas há 04 no wordpress) como um peso. É aqui que tenho um encontro comigo mesmo, expondo mi

nhas ideias e convicções, sejam elas religiosas (falando como sacerdote) ou pessoais. Não escrevo para me tornar famoso ou ser elogiado, nem muito menos para obter lucro. Escrevo porque tenho algo a dizer. Para mim isso basta. Portanto, vale à pena voltar a escrever, a contuar a expressar aquilo que tenho a dizer. E conto com você para me acompanhar nesta viagem da vida, lendo este “diário de bordo” dos servos de Maria.

Anúncios